Dedalus – Formando Inventores

18 de março de 2018

Conheça o Dedalus, projeto MIDAS em parceria com o COLTEC/UFMG, voltado para o ensino médio/técnico.

Por: Jéssica Carvalho

 

Um dos pilares do INCT MIDAS é a educação científica e empreendedora. A partir disso surgiu o Dedalus, projeto em parceria com o COLTEC/UFMG, voltado para o ensino médio/técnico com a proposta de alunos apresentarem soluções técnicas criativas e viáveis para problemas ambientais reais.

Com o auxílio da equipe técnica responsável do Dedalus e orientação de professores e pesquisadores da UFMG e COLTEC, altamente capacitados, um grupo de estudantes se propõem a desenvolver uma solução tecnológica ambiental guiada por um tema real central. Durante 4 meses de trabalho prático e reuniões técnicas eles serão desafiados a desenvolver um protótipo funcional, prático e aplicável, elaborar um modelo de negócios e ainda apresentar um pitch que contemple os aprendizados obtidos ao longo da trajetória. No Dedalus os alunos são os protagonistas e a responsabilidade do aprendizado e crescimento são colocadas como responsabiliadades de cada um. É o “aqui se aprende fazendo”.

O mercado de trabalho atual tem exigido um novo perfil profissional cada vez mais sofisticado e amplo. O conhecimento técnico apurado não é mais suficinte e novas competências e habilidades, como a comunicação, criatividade, visão estratégica de negócios, inovação, dentre outras, tem sido cada vez mais requeridas. Dentro desse conceito, o intuito principal do Dedalus é desenvolver nos estudantes este diferencial, agregando à sua formação aspectos de empreendedorismo e inovação, além de despertar o interesse pela ciênica e desenvolvimento tecnológico. Queremos formas os profissionais do futuro.

A primeira versão já está acontecendo, está sendo rodada com os estudantes do COLTEC, como parte da grade disciplinas dos alunos do terceiro ano do curso técnico de química. No dia 18 de junho os participantes apresentarão os seus resultados para o público, dando fim a primeira edição. O objetivo é que no segundo semestre deste ano o projeto seja levado para outra escola, para que em 2019 o Dedalus possa estar presente em outras escolas do ensino público e particular.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *